quarta-feira, 8 de setembro de 2010

O "Canseras"

Por vezes nos sítios onde menos esperamos, encontrámos alguns oásis gastronómicos. Sitios que apesar de não estarem nos locais mais convencionais, são uma alegre surpresa para os gastrónomos que procuram descobrir novos sabores.

Em conversa com um amigo, ouvi a seguinte pergunta:

- Sabes onde comes a melhor comida alentejana?

Respondi de imediato:

- Isso é fácil, é em Reguengos na taberna Al – Andaluz..

-Não! Diz-me ele. – É em Santo Tirso!!

Sorri de uma forma incrédula, mas mesmo assim quis experimentar e fui logo desafiado para um almoço no Restaurante “Canseras” em Areia Santo Tirso.

Depois de atravessar Santo Tirso em direcção a Famalicão chegamos a localidade de Areias onde se encontra o restaurante.

Fomos recebidos de um forma muito simpática e agradável, a sala fica no rés-do-chão de uma casa de habitação e encontra-se bem decorada com alguns itens do folclore alentejano. Sentamos numa mesa onde esperavam por nós um cesto de pão alentejano (1,60€), uma garrafa de água (1,6€), Azeitonas de Moura temperadas (2,50€) um excelente paio alentejano finíssimo (7,5€) e uma saladinha fresca de bacalhau e grão (7,5€) simplesmente deliciosa, para terminar ainda pedimos um prato de presunto de porco alentejano (10.5€) acompanhado com um pão torrado com azeite e coentros (2.8€) que cumpriram valorosamente a sua missão.

Fomos informados das sugestões para o almoço e escolhemos pedir dois pratos distintos para provar os tão publicitados petiscos. Optamos por meia dose de plumas de porco preto (€18.25) que segundo o chefe de cozinha, as manda vir directamente do Alentejo profundo, assim como a carne de porco alentejana (14.8€), para beber optamos por um jarro de vinho tinto da casa (12€) da zona da Vidigueira que fez uma maridagem perfeita tanto com as entradas como com a refeição.

Para fim de refeição comemos umas sobremesas típicas, um bolo da rala (6€) e um bolo de nome Técula- Meca (4.95€) que segundo o chefe de cozinha ainda é uma receita deixada pela colonização árabe na península ibérica.

Para fim de repasto pedimos 2 cafés (2€) e uma agua de castello (1,1€).

Confesso desde já que a refeição foi excelente, não chorei nem choro nenhum cêntimo pago, mas achei que a conta de 92.80€ foi um verdadeiro exagero, diria mesmo um atentado terrorista ao bom nome da gastronomia alentejana.

Restaurante Alentejano O Canseras Lda

Santo Tirso - Areias
R São Tiago 347 Areias
4780-059 AREIAS STS

T 252 862 725

12 comentários:

Anónimo disse...

o bom bonito e barato nao existe... e para comeres assim ficava te mais caro as portagens e o gasoleo...por isso...uma vez nao sao vezes.. Ps: e nao esquecer as bolachinhas

Sofia disse...

Conheço este restaurante desde o dia da inauguração, aliás faz hoje 10 anos que abriu esta maravilha da gastronomia alentejana no norte do país. Realmente não é dos mais baratos, mas quando lá vou não chora 1 cêntimo gasto, porque sem dúvida que tudo o que nos é apresentado é bom e com qualidade. Já fui ao alentejo e devo dizer que não comi tão bem como no Cansêras.

Aurelio Estorninho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ricardo Campos disse...

cara Sofia:

tudo q comi era excelente!!
agora os preços são exagerados!!
é uma tentativa de ganhar dinheiro facil!
mas não tenho nada a apontar, tanto ao serviço como á comida

Jorge Simões disse...

Conhecendo os custos de aquisição desses produtos e adicionando a parcela do transporte até S Tirso, salta aos olhos de qualquer um as margens absolutamente pornográficas que estes senhores arrecadam. Isto só se explica porque não há concorrência. Só de saber a ganância do restaurante, perdi a vontade de lá ir. Quanto a restaurantes e tascas com gastronomia típica alentejana no Alentejo bem melhor do que esse de S Tirso, daria para muitas linhas, e não é o momento.

Ricardo Campos disse...

caro Jorge:

fico á espera de conselhos seus sobre tascas alentejanas.
bem haja

Nuno Palma disse...

Não conheço o restaurante em questão, mas aqui estão mencionados valores muitos altos, em qualquer restaurante do Alentejo atrevo-me a dizer que se come mais barato, não direi que seja tão bem servido, mas estamos a falar de um valor total de 92.80€ por pessoa, o que acho que seja um absurdo para o tipo de pratos que foi descrito.

Ricardo Campos disse...

os 92€ foram para duas pessoas!
tudo que comi era optimo! só achei mau o preço!
sinceramente estava a contar com 30€ por cabeça e apanhei com quase 50 :)

Anónimo disse...

A comida não é má mas os preços que apresentam são um atestado à burrice de quem cai duas vezes no engodo das historinhas do Alentejo.
Pelos preços que praticam vou ao Porto comer num restaurante de luxo e ainda fica mais barato provavelmente.
No final, ainda têm a lata de perguntar se queremos a factura discriminada.
Tudo para criar um clima de certa intimidação a uma eventual interrogação sobre os preços absurdos que praticam.
Tudo muito bonito no principio, depois a historinha e sempre igual e com a confiança ainda nos carregam mais nos calos.
Com o dinheiro que se gasta aqui vou mas e a uma boa tasca comer durante uma semana.
Infelizmente ainda há tansos que vão lá só para dizer que comeram algo diferente e caro... A gerência agradece.

Anónimo disse...

A dizer ainda que apesar da lista extensa, na prática só costuma haver um número restrito de pratos.
Um exemplo são as famigeradas plumas que são tão exquisitas que custam quase € 30 euros a dose (200g - duas doses individuais de 100g - num talho custam 4 euros)

Anónimo disse...

E se é verdade que trazem tudo do Alentejo (treta...) seria bom que apresentassem as condições em que a transportam bens perecíveis ao longo de centenas de quilometros.
A historinha ja esta estafada e não cola... pura estrategia de marketing que apenas resulta junto daqueles que têm dinheiro a mais e não têm "massa crítica".
Até uma vulgaríssima Vitalis - lá por ser de Castelo de Vide - é paga a peso de ouro

Anónimo disse...

Aliás quando lá fui, o restaurante estava sempre vazio.
Dá para tanta gabarolice?